Antes de aceitar o Óscar, Guillermo del Toro confirmou o envelope

Não fosse o erro "histórico" do ano passado repetir-se em palco, o realizador galardoado decidiu confirmar o envelope em que vinha anunciado o vencedor para o melhor filme.

Fotogaleria
O realizador mexicano Guillermo del Toro a mostrar o envelope à plateia Reuters/LUCAS JACKSON
Fotogaleria
O realizador mexicano Guillermo del Toro a confirmar o nome no envelope Reuters/LUCAS JACKSON

À semelhança do que aconteceu no ano passado, a categoria de Melhor Filme foi apresentada neste domingo (madrugada de segunda-feira em Lisboa) por Warren Beatty e Faye Dunaway. Mas, precisamente para evitar o que tinha acontecido na edição anterior, o realizador Guillermo del Toro decidiu confirmar primeiro no envelope e só depois pegar no seu Óscar de Melhor Filme, para se assegurar de que era mesmo ele o vencedor.

Em 2017, o Óscar mais aguardado da noite foi erradamente atribuído a La La Land: Melodia de Amor em vez de Moonlight, mas o erro foi corrigido ao fim de cerca de dois minutos.

Um ano depois, já em palco, Del Toro abriu o envelope e mostrou-o à plateia, rindo-se em sinal de afirmação. Só então se virou para Warren Beatty, abraçou-o, e aceitou o Óscar — o quarto que levou para casa com o seu filme A Forma da Água, o vencedor da noite, que estava nomeado em 13 categorias.