Kirk Douglas, uma estrela de 101 anos nos Globos de Ouro

A apresentação coube a Catherine Zeta-Jones, a nora do actor.

Fotogaleria
Reuters/MARIO ANZUONI
Fotogaleria
Reuters/HANDOUT
Fotogaleria
Reuters/HANDOUT
Fotogaleria
Reuters/HANDOUT
Fotogaleria
Reuters/HANDOUT

Terá sido um dos momentos mais emocionantes da gala dos Globos de Ouro, neste domingo, em Los Angeles, quando Kirk Douglas, aos 101 anos, apareceu de cadeira de rodas no palco, para mais uma homenagem à sua imensa carreira. A chamada ao palco coube à actriz Catherine Zeta-Jones, sua nora.

A actriz, casada com Michael Douglas, lembrou que o sogro foi uma figura-chave para acabar com as listas negras no tempo do macartismo, altura em que os actores, guionistas, produtores eram perseguidos por alegadamente serem comunistas, na década de 1950. Então, Douglas contratou o guionista Dalton Trumbo para escrever Spartacus, um dos filmes de maior sucesso, e o seu nome apareceu nos créditos finais.

Aclamado de pé, o actor com a dificuldade que se espera de um centenário disse ter um discurso escrito, mas que Catherine tinha dito tudo. 

Não foi a primeira vez que Kirk Douglas subiu ao palco dos Globos de Ouro, em 1956 ganhou o galardão para melhor actor de um filme dramático; e em 1968 recebeu o prémio de carreira Cecil B. DeMille, que este ano coube a Oprah Winfrey.