A inteligência está a mudar o negócio da energia

A primeira Cimeira Mundial de Energia Inteligente começa esta terça-feira em Lisboa

A inovação no sector da energia estará em debate
Foto
A inovação no sector da energia estará em debate Rita Franca

Energia inteligente, redes inteligentes, cidades inteligentes, armazenamento inteligente de energia: o caminho comum que liga estas várias áreas vai estar em debate na primeira Cimeira Mundial de Energia Inteligente, que se realiza esta terça e quarta-feira, em Lisboa.

O encontro, que prevê a presença de cerca de uma centena de responsáveis de entidades ligadas ao sector, pretende focar-se nas “tecnologias transformacionais e nos modelos de negócio que estão a revolucionar a indústria da energia”, segundo os organizadores. Propõe, por isso, tratar da inovação no negócio da produção de energia eléctrica, do seu armazenamento, das micro-redes de energia e do poder que confere às comunidades e da energia inteligente como caminho para as cidades inteligentes.

Responsáveis do grupo sueco Vatenfall, um dos maiores produtores europeus de electricidade e de calor, do instituto de investigação INESC-TEC, do Banco Europeu de Investimento e da Agência de Energia da Renânia do Norte-Vestefália estão entre os oradores.

Para as startups dedicadas à inovação e tecnologia de energia inteligente, o encontro prevê um Smart Energy Startup Challenge: contar o seu caso em cinco minutos aos delegados no evento.