Alunos dizem que o exame de Física e Química "não foi difícil"

Apesar da greve, nenhum dos professores faltou em dia de exames, na Escola Secundária Filipa de Vilhena, no Porto. O PÚBLICO questionou alguns estudantes do secundário que realizaram, nesta quarta-feira, a prova de Física e Química.

Fotogaleria
A prova de Física e Química A realizou-se nesta quarta-feira, pelas 9h30 Nelson Garrido/Público
Fotogaleria
Ana Rita Rodrigues, 18 anos, aluna de Ciências e Tecnologias do 12.º ano Nelson Garrido/Público
Fotogaleria
Ana Gameiro, 17 anos, aluna de Ciências e Tecnologias do 12.º ano Nelson Garrido/Público
Fotogaleria
Hugo Marçal, 17 anos, aluno de Ciências e Tecnologias do 11.º ano Nelson Garrido/Público
Fotogaleria
Beatriz Dantas, 16 anos, aluna de Ciências e Tecnologias do 11.º ano Nelson Garrido/Público
Fotogaleria
Pedro Rodrigues, 17 anos, aluno de Ciências e Tecnologias do 11.º ano Nelson Garrido/Público
  1. Como correu o exame?
  2. O exame correspondeu ao que aprendeu na escola?
  3. O que gostava que tivesse saído que não saiu?
  4. Qual foi a pergunta ou o tópico do exame que correu pior?

Ana Rita Rodrigues, 18 anos, aluna de Ciências e Tecnologias do 12.º ano

  1. Correu bem melhor do que eu estava à espera.
  2. Sim, correspondeu. E mesmo que tenha havido mudança de programa, e eu estou a repetir o exame, achei que foi acessível.
  3. Acho que a parte do universo ia ajudar, porque é uma matéria mais simples e é onde os alunos costumam ganhar mais pontos. E não saiu.
  4. A parte da velocidade e propagação do som.

Ana Gameiro, 17 anos, aluna de Ciências e Tecnologias do 12.º ano

  1. Não tive tempo nenhum para estudar, porque estou concentrada em Português e Matemática. Mas acho que o exame era bastante acessível para os alunos que estão a frequentar o 11.º ano e acho que conseguiria uma melhor nota se tivesse estudado.
  2. Sim.
  3. Como não estudei muito, tudo o que saísse eu ia tentar fazer. Mas gostava que tivesse saído mais Química, talvez.
  4. A parte dos deslocamentos, de Física.

Hugo Marçal, 17 anos, aluno de Ciências e Tecnologias do 11.º ano

  1. Correu bem. Pareceu acessível e espero ter uma boa nota.
  2. Sim, correspondeu.
  3. Gostava que tivessem saído os espectros, que é uma matéria que trabalhamos muito bem e até estivemos a rever. Mas não saiu nada.
  4. Acho que foi tudo acessível, consegui responder a tudo.

Beatriz Dantas, 16 anos, aluna de Ciências e Tecnologias do 11.º ano

  1. Nem sei como é que correu, estou muito indecisa. Não acho que tenha sido difícil, mas acho que me atrapalhei um bocado lá pelo meio.
  2. Sim, dei tudo nas aulas.
  3. Não tenho nenhuma preferência.
  4. A pergunta a que tive mais dificuldade foi uma sobre a actividade experimental.

Pedro Rodrigues, 17 anos, aluno de Ciências e Tecnologias do 11.º ano

  1. Correu bastante bem, acho que o exame era razoavelmente fácil.
  2. Sim, apareceu a matéria toda que demos nas aulas e o exame está bem estruturado. Tudo o que saiu no exame era algo a que eu já estava habituado a fazer.
  3. Eu estava preparado que saísse qualquer matéria, por isso era-me igual.
  4. Acho que não houve nenhuma pergunta mais difícil.

Texto editado por Andreia Sanches