Maiores tragédias em Portugal

De acidentes provocados pelo homem a desgraças naturais, fica uma cronologia das maiores catástrofes que assolaram o território português nos últimos 75 anos.

evr Enric Vives-Rubio
Foto
evr Enric Vives-Rubio

1954 — COMBOIO RÁPIDO DO ALGARVE — 34 MORTOS

A 13 de Setembro de 1954, o comboio rápido do Algarve descarrilou em Santa Clara e provocou a morte a 34 pessoas.

 

1961 — ACIDENTE AÉREO NA COSTA DA CAPARICA — 61 MORTOS

A 30 de Maio de 1961, um avião que fazia a ligação Lisboa-Açores caiu ao mar na Fonte da Telha, tendo morrido todos os 61 ocupantes.

PÚBLICO -
Aumentar

 

1962 — CHEIAS MONDEGO E DOURO — N.º INDETERMINADO DE MORTOS

As segundas maiores cheias do século XX conduziram a uma tragédia nas terras entre o Mondego e o Douro, causando um número indeterminado de mortos.

 

1963 — DESASTRE DO CAIS DO SODRÉ — 49 MORTOS

A 28 de Maio de 1963, uma cobertura da estação do Cais do Sodré abateu-se sobre os passageiros, matando 49 pessoas.

 

1964 — DESASTRE FERROVIÁRIO DE CUSTÓIAS — 90 MORTOS

Na noite de 26 de Julho de 1964, um reboque de passageiros soltou-se do comboio em que circulava e chocou contra um paredão, matando 90 pessoas.

 

1966 — INCÊNDIO DE SINTRA — 25 MILITARES

Num incêndio ocorrido entre 6 e 12 de Setembro na serra de Sintra, morreram 25 militares que combatiam as chamas desordenadas.

 

1967 — CHEIAS DA GRANDE LISBOA — 462 MORTOS

As maiores cheias de Portugal no século XX conduziram à morte de 462 pessoas na região da Grande Lisboa, de Alenquer até ao Dafundo.

 

1976 — ACIDENTE AÉREO NAS LAJES — 68 MORTOS

A 3 de Setembro de 1976, um avião proveniente da Venezuela teve um acidente na aproximação à pista da base das Lajes nos Açores, tendo morrido todos os 68 ocupantes. 

 

1977 — ACIDENTE AÉREO NO FUNCHAL — 36 MORTOS

A 19 de Dezembro de 1977, um avião proveniente de Genebra tentou aterrar no Funchal mas ultrapassou a pista e caiu no mar, provocando a morte de 36 pessoas.

 

1977 — ACIDENTE AÉREO NO FUNCHAL — 131 MORTOS

A 19 de Novembro de 1977, um avião que fazia a ligação Bruxelas-Funchal despistou-se na aterragem, provocando a morte a 131 pessoas, naquele que foi o único acidente mortal da TAP.

 

1980 — SISMO NA ILHA TERCEIRA — 71 MORTOS

A 1 de Janeiro de 1980, um sismo de 7,2 na escala de Richter destruiu grande parte da cidade de Angra do Heroísmo e provocou 71 vítimas.

 

1985 — DESASTRE FERROVIÁRIO DE ALCAFACHE — N.º INDETERMINADO DE MORTOS

A 11 de Setembro de 1985, dois comboios que circulavam em sentidos opostos chocaram numa via única em Alcafache, provocando um número indeterminado de mortos — tendo vários restos mortais sido depositados numa vala comum sem identificação individual.

 

1989 — ACIDENTE AÉREO EM SANTA MARIA — 144 MORTOS

O pior desastre aéreo em Portugal ocorreu a 8 de Fevereiro de 1989, quando um avião que fez escala nos Açores a caminho de Punta Cana colidiu com o Pico Alto e provocou a morte de todos os 144 ocupantes.

 

1992 — ACIDENTE AEROPORTO DE FARO — 56 MORTOS

A 21 de Dezembro de 1992, um avião proveniente de Amesterdão tentou aterrar no aeroporto de Faro com condições muito adversas, provocando 56 mortos.

 

1999 — ACIDENTE AÉREO EM SÃO JORGE — 35 MORTOS

A 11 de Dezembro de 1999 uma ligação aérea regional nos Açores chocou contra o Pico da Esperança, tendo morrido todos os 35 ocupantes.

 

2001 — DESASTRE DE ENTRE-OS-RIOS — 59 MORTOS

O colapso da ponte Hintze Ribeiro a 4 de Março de 2001 levou à morte de 59 pessoas, incluindo os passageiros de um autocarro que cruzava a ponte nesse momento.

 

2010 — CHEIAS NA MADEIRA — 47 MORTOS

As cheias na ilha da Madeira foram provocadas por uma precipitação fora do normal a 20 de Fevereiro de 2010, levando à morte de 47 pessoas.

 

 

Nota: notícia corrigida às 19h32 com a adição sugerida pela leitora Ana Lima.