Pedrógão Grande

Todos os tópicos

  • Continuaremos a fingir que o que aconteceu em Pedrogão Grande não pode acontecer em mais lado nenhum? Não basta ouvir: tem de se mostrar que se ouviu. E reagir.

  • O responsável garante ser a favor da propriedade privada mas acredita que a gestão florestal deve ser feita de forma diferente. João Marques elogia ainda o apoio que tem recebido depois do incêndio que provocou a morte de 64 pessoas e fez mais de 200 feridos.

  • Em sentido figurado, “floresta” significa “labirinto” e “colecção variada de narrativas”. Muitas por escutar. Um privilégio de quem continua vivo.

  • O presidente da Câmara de Pedrógão Grande referiu na sexta-feira que só na região, o fogo fez com que ficassem desempregadas mais de 200 pessoas. Ainda assim, este financiamento de “excepção” estará disponível noutros concelhos afectados pelo incêndio.

  • O chefe da Divisão de Verificação e Fiscalização refere que existe uma falta de cumprimento de medidas preventivas, como uma área de protecção de 50 metros à volta das habitações e dez metros no caso das estradas. Faltam também pontos de água.

  • O ministro da Administração Interna de então, austeritário como os demais do governo Sócrates, chamava-se António Costa. Espera-se que vá a tempo de corrigir isto tudo.