Mulher-Maravilha é mesmo proibido no Líbano por protagonista ser israelita

Filme é retirado dos cinemas horas antes da primeira exibição no país.

A discórdia assenta no facto de a protagonista ser israelita e ter servido no exército do seu país
Fotogaleria
A discórdia assenta no facto de a protagonista ser israelita e ter servido no exército do seu país EPA/NINA PROMMER
Fotogaleria
Reuters/MARIO ANZUONI

O novo filme da DC Comics, Mulher-Maravilha, foi proibido de passar nos cinemas no Líbano. Esta suspensão acontece horas depois de terem surgido rumores de que o filme seria proibido, isto porque a sua protagonista, Gal Gadot, é de nacionalidade israelita.

A suspensão da exibição do filme deu-se depois da queixa formal apresentada pelo próprio Ministério da Economia do Líbano, que considera que “o inimigo está a tentar infiltrar-se nos nossos mercados”, cita a BBC.

A primeira informação de que o filme teria sido banido do país veio da cadeia libanesa Grand Cinema, que anunciou no Twitter que a proibição tinha sido aprovada.

Mulher-Maravilha passou nos procedimentos de triagem aos quais os filmes são sujeitos antes de estrearem no Líbano, mas isso não foi suficiente para que chegasse às salas de cinema. O movimento Campanha para Boicotar Apoiantes de Israel-Líbano, que lutava contra a exibição do filme no país, exerceu a pressão necessária sobre o Governo para que os visionamentos da obra da DC Comics fossem suspensos.

A empresa Joseph Chacra & Sons, distribuidora responsável por projectar Mulher-Maravilha no Líbano, demonstrou a frustração perante a situação através das palavras de Tony Chacra. “O filme não tem nada que ver com Israel”, disse à agência Reuters. 

O Líbano e Israel têm um extenso historial de conflitos – ainda que permaneçam num cessar-fogo desde 2006 –, pelo que não é a primeira vez que as autoridades libanesas proíbem a comercialização de produtos israelitas. Apesar de Mulher-Maravilha ser uma obra norte-americana, a discórdia está no facto de a protagonista ser israelita e, além disso, ter servido no exército de Israel e apoiado publicamente as operações militares de Telavive na faixa de Gaza.

Mulher-Maravilha relata a odisseia de Diana Prince (interpretada Gal Gadot), uma guerreira de uma ilha paradisíaca que luta pela paz no mundo após descobrir que o planeta está em guerra. O filme, dirigido pela argumentista Patty Jenkins, reaviva uma personagem criada pelo escritor William Moulton Marston em 1942.