Governo reserva 18,8 milhões para apoiar estágios profissionais

Na primeira fase do programa de estágios profissionais, que arranca nesta terça-feira, o Governo conta apoiar quatro mil jovens. Até ao final do ano haverá mais dois períodos de candidatura.

Estágios subsidiados pelo IEFP terão novas regras
Foto
Estágios subsidiados pelo IEFP terão novas regras PAULO PIMENTA

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) abriu nesta terça-feira o concurso para a primeira fase do programa Estágios Profissionais, que terá uma dotação financeira de 18,8 milhões de euros. As candidaturas podem ser feitas até 16 de Junho e serão seleccionadas de acordo com uma grelha de critérios, onde será dada prioridade aos estágios realizados em empresas de pequena dimensão, situadas em “concelhos economicamente desfavorecido” e que, em programas anteriores, contrataram os jovens após a realização do estágio.

Até ao final do ano estão previstos mais dois períodos de candidatura, a abrir em Agosto e em Dezembro.

No âmbito da reformulação das políticas activas de emprego, o Governo decidiu alterar o programa de estágios profissionais financiados pelo Estado, com o objectivo de adequar “os meios e as finalidades da medida” e “fomentar uma crescente co-responsabilização entre o serviço público de emprego, os destinatários e as entidades promotoras”.

O novo enquadramento, publicado em Abril através da Portaria 131/2017, altera a forma como os apoios são atribuídos e prevê que o IEFP reforce o acompanhamento dado aos jovens durante o estágio.

Passará a haver um endereço de correio electrónico e um contacto telefónico que permitirá aos estagiários comunicar directamente com um responsável do instituto e serão feitos inquéritos trimestrais, para evitar práticas fraudulentas como as denunciadas no Verão do ano passado.