Futuro do PSD debatido em Fátima a 13 de Março

Um grupo crítico da actual direcção do PSD vai reunir-se para promover debate interno sobre eleições autárquicas e internas.

Fotogaleria
Congresso do PSD Miguel Manso
Fotogaleria
Congresso, imagem geral Miguel Manso

Com o argumento de que “este é o momento certo para debater e pensar o presente e principalmente o futuro do PSD”, o militante Luís Rodrigues escreveu uma carta a alguns sociais-democratas, convidando-os para um jantar-debate, no dia 13 de Março, em Fátima.

“Estando o PSD na oposição, aproximando-se as eleições autárquicas, a que se seguirão eleições internas, que serão decisivas para os combates eleitorais fundamentais para o futuro de todos nós, entendo que não se pode adiar o debate interno onde cada um de nós pode e deve participar”, escreve o ex-deputado que há vários anos encabeça, em congressos do PSD, listas alternativas à que a direcção nacional apresenta ao Conselho Nacional do partido.

Luís Rodrigues enviou a carta aos militantes que integraram os primeiros lugares da Lista D no último conclave, mas assume que não quer excluir ninguém, razão pela qual os convites podem ser extensíveis a quem partilhe “as orientações que nortearam a construção da lista”.

O jantar-debate realiza-se pelas 19h30, num restaurante perto da Rotunda dos Peregrinos, num dia 13 – sempre mítico em Fátima. As eleições autárquicas deste ano estão entre os temas a tratar, assim como as eleições que, em 2018, hão-de levar à escolha de um novo líder para o PSD. Ao PÚBLICO, Luís Rodrigues diz que o encontro terá como tema central “os desafios e os caminhos para o partido” e acrescenta que os convidados especiais são “as bases do PSD”.

“Com a participação activa de todos e com a experiência de cada um, pretende-se promover um encontro de ideias e um trabalho reflexivo, fazendo jus à ideologia e simbologia do Partido Social Democrata”, lê-se na carta.