David Mitchell, Rachel Cusk e Jesús Carrasco no Lev-Literatura em Viagem

Hélia Correia e Frederico Lourenço também estão entre os primeiros nomes anunciados para o festival de Matosinhos, que este ano terá como tema "Abel e Caim, irmãos europeus".

Frederico Lourenço, que concluiu o ano passado uma nova tradução da <i>Bíblia</i> é um dos participantes no festival
Foto
Frederico Lourenço, que concluiu o ano passado uma nova tradução da Bíblia é um dos participantes no festival Nuno Ferreira Santos

David Mitchell, Rachel Cusk, Jesús Carrasco, Hélia Correia e Frederico Lourenço foram anunciados esta quinta-feira como convidados do festival literário LeV-Literatura em Viagem, que acontecerá entre 12 e 14 de Maio em Matosinhos. Brevemente, a organização revelará outros nomes que se juntarão aos já revelados para, na Biblioteca Municipal Florbela Espanca, discutirem o espaço geográfico e simbólico que é o continente europeu: “Abel e Caim, irmãos europeus” é o tema sob o qual decorrerá o festival.

A escritora e poetisa Hélia Correia, Prémio Camões em 2015, e Frederico Lourenço, responsável pela celebrada e recente nova tradução da Bíblia e Prémio Pessoa em 2016, irão debruçar-se sobre o património que nos legou a Grécia da Antiguidade, fundadora da democracia e, globalmente, da ideia de espírito europeu.

Quanto aos restantes participantes anunciados, estarão em Matosinhos o espanhol Jesús Carrasco, autor de Intempérie e distinguido no ano passado, por La Tierra que Pisamos, com o Prémio da União Europeia para a Literatura, David Mitchell, autor de Atlas das Nuvens (Editorial Presença, 2012), adaptado ao cinema pelos irmãos Wachowski, e a canadiana radicada no Reino Unido Rachel Cusk, que a Granta inglesa considerou em 2003 uma das melhores jovens romancistas britânicas (o seu Arlington Park foi editado em Portugal pela Asa, em 2009). 

Esta será a 11.ª edição do festival. No ano passado o mote foi encontrado numa frase de Eduardo Lourenço, "mais importante que o destino é a viagem", e sobre ele discorreram o italiano Claudio Magris, autor de Danúbio, Lídia Jorge, o mexicano David Toscana, Luísa Costa Gomes ou Pedro Vieira.