Exame de Biologia e Geologia “mais fácil” do que o do ano passado

Alunos do secundário regressaram nesta quarta-feira às salas de aula para o exame de Biologia e Geologia. Assim foi a prova na opinião de alguns estudantes da Escola Secundária Eça de Queirós, na Póvoa de Varzim.

Foto
Perto de 52 mil alunos estavam inscritos no exame Paulo Pimenta
  1. O exame correu como estava à espera?
  2. A matéria que saiu é a que esteve a trabalhar nas aulas?
  3. Houve alguma pergunta muito difícil ou muito fácil?
  4. Como é que se preparou para o exame?

Maria João Brás, 11.º ano, aluna de Ciências e Tecnologias

1. Sim, correu muito bem. Achei bastante acessível e achei que tínhamos tempo mais do que suficiente para o realizar. Acho que era mais fácil do que o do ano passado.

2. Houve muita matéria do 10.º ano que, se não tivesse feito uma revisão tão intensiva como fiz, não me teria sucedido tão bem. Eu preciso do exame para entrar em Bioengenharia ou em Bioquímica.

3. A última pergunta de desenvolvimento do último grupo era um bocado mais puxada do que as outras. A pergunta de desenvolvimento do segundo grupo, sobre uma experiência com o ágar, achei muito fácil.

4. Fiz os exames desde 2013, a primeira e a segunda fase, e fui fazendo os exercícios do livro de preparação. Li também os meus resumos todos, que já tinha preparado desde o 10.º ano.

Tomás Anjo, 12.º ano, aluno de Ciências e Tecnologias

1. Foi o que estava à espera. Foi relativamente mais fácil do que no ano passado, porque estou a repetir o exame. Era bastante acessível. Para as pessoas que querem tirar boas notas, acho que foi fácil.

2. A matéria que saiu foi toda leccionada e, em termos de ligações entre matérias, penso que não foi muito complexo.

3. Houve perguntas que relacionaram alguns conceitos de que eu já não me lembrava mas penso que, para os alunos que tiveram Biologia e Geologia este ano, foi um exame acessível.

4. Como estou a repetir a prova, não tive tanta preparação como no ano passado. Mas revi a maior parte dos conceitos que são abordados e preparei-me fazendo alguns exercícios de exames anteriores.

Inês Faria, 11.º ano, aluna de Ciências e Tecnologias

1. Sim, houve algumas perguntas em que tive mais dificuldade. Não achei um exame muito longo, em comparação com o de Física e Química. Fiquei com mais ou menos 20 minutos para rever o teste, portanto acho que correu bem. Quero entrar talvez em Engenharia Biomédica e, se puder, quero entrar com Biologia, porque é uma das disciplinas a que eu tenho nota mais alta.

2. Acho que agora o ensino está muito melhor porque fazemos revisões constantes, quase todas as semanas. Para estudar para este exame, não tive assim muitas dificuldades. Foi mais fazer uma revisão, mas achei-o fácil.

3. Havia algumas perguntas que, mesmo não sendo muito difíceis, exigiam um bocado mais de raciocínio. Foi o caso da pergunta de desenvolvimento do último grupo. Mas acabei por chegar lá. Por outro lado, algumas perguntas de escolha múltipla eram realmente de caras. A resposta estava mesmo explícita no texto que nos era fornecido.

4. Fui fazendo exames dos anos passados. E gosto bastante de fazer resumos também.

Alexandre Moura Lima, 11.º ano, aluna de Ciências e Tecnologias

1. Sim. Já sabíamos que ia ter um grau de dificuldade mais elevado do que os testes que temos feito, mas, no geral, acho que até correu bem.

2. Não era mais difícil do que o do ano passado. É sempre diferente. Algumas perguntas são sempre mais difíceis, mas tudo o que saiu no exame nós já tínhamos dado. Não houve nenhuma surpresa.

3. Talvez a última, porque tinha alguns conceitos que eram um bocado estranhos para nós, mas de resto acho que não. Não havia perguntas muito fáceis, para tudo era necessário pensar para chegarmos à resposta.

4. Comecei por rever toda a matéria que tínhamos dado e, depois, realizei exames de anos anteriores.