Filho do vice-presidente dos EUA morreu de cancro

Beau Biden tinha apenas 46 anos. Morreu de cancro no cérebro. É a segunda vez que Joe Biden perde um filho.

Foto
Joe Biden e o filho, Beau Biden Paul J. RICHARDS/AFP

Beau Biden tinha anunciado no ano passado a intenção de se candidatar a governador do estado do Delaware em 2016. O cancro foi-lhe diagnosticado pela primeira vez em Agosto de 2013, e ele foi submetido a uma cirurgia e a tratamentos de radiação e quimioterapia. Mas a doença regressou esta Primavera, explicou um comunicado do gabinete do vice-presidente norte-americano. Apesar de se ter submetido a um tratamento agressivo no Centro Médico Walter Reed, onde são tratados os veteranos militares, o cancro levou a melhor.

Após oito anos como procurador-geral no estado do Delaware, Beau Biden serviu no Iraque durante um ano e sofreu um AVC em 2010. Três anos depois, entrou de urgência num hospital do Texas, a sofrer de um "episódio de desorientação e fraqueza", como foi descrito oficialmente pela Casa Branca. Nessa altura, ter-lhe-á sido removida uma lesão do cérebro, escreve o New York Times.

Beau Biden era bastante próximo do seu pai e uma presença assídua nas suas campanhas. "Estudou Direito, como o pai, e até escolheu a mesma faculdade. Procurou uma vida de serviço público, como o pai, servindo no Iraque, e como procurador-geral do Delaware", comentou o Presidente Barack Obama, numa declaração tornada pública. "Tal como o pai, Beau era um católico devoto e com uma fé profunda, com um grande coração, que marcou a vida de todos os que tocou, e que permanece vivo nos seus corações", afirmou o Presidente.

Joe Biden nunca se tinha declarado como candidato à sucessão de Obama na Casa Branca em 2016, mas o seu possível avanço não era descartado por alguns analistas, embora tivesse pela frente a poderosa candidatura de Hillary Clinton. A ex-secretária de Estado também expressou as suas condolências, através do Twitter.

Esta não é a primeira vez que o vice-presidente norte-americano enfrenta uma tragédia familiar: pouco tempo antes de ganhar as eleições para o Senado em 1972, a sua mulher Neilia e os três filhos tiveram um acidente de automóvel. Neilia morreu, bem como a sua filha, e Beau e Hunter ficaram feridos. Casou-se com a sua actual mulher, Jill Jacobs, cinco anos depois.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários