Biblioteca de Graça Moura disponibilizada à Faculdade de Letras do Porto

Investigadores vão ter acesso aos mais de 40 mil livros que o escritor reuniu ao longo da sua vida.

Foto

A família de Vasco Graça Moura pretende disponibilizar a biblioteca do escritor, com mais de 40 mil livros, à Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), disse esta terça-feira à agência Lusa um filho e homónimo do escritor.

"Estamos a estudar a forma de divulgar e promover a biblioteca e o espólio do meu pai", afirmou Vasco Graça Moura, acrescentando que “estão já a ser efectuados contactos com a Universidade do Porto para que seja a FLUP a acolher esta biblioteca, que terá "possivelmente mais de 40 mil livros", abarcando os mais diversos temas e géneros literários.

O filho de Graça Moura sublinhou que este processo "está a avançar", mas não está ainda concluído, e precisou que o espólio será disponibilizado, mas não doado. O  objectivo não é apenas que os investigadores tenham acesso a estes livros, mas que a biblioteca de Vasco Graça Moura seja estudada enquanto tal.

Pouco antes de morrer, a 27 de Abril de 2014, Vasco Graça Moura tinha sido distinguido pela Universidade do Porto, em Março, com um doutoramento honoris causa, em reconhecimento pela importância da sua obra, com mais de uma centena de títulos, e pelo seu contributo para a promoção da cultura portuguesa.

Poeta, tradutor, ensaísta, romancista, dramaturgo, cronista, Vasco Graça Moura nasceu no Porto, na Foz do Douro, em 1942, e aliou uma produção literária de uma impressionante extensão, qualidade e diversidade ao desempenho de diversos cargos públicos.

Sugerir correcção