Swatch prestes a lançar smartwatch

Aparelho será posto à venda nos próximos meses.

Foto
Pascal Lauener/Reuters

Está prestes a chegar às lojas um smartwatch suíço. A Swatch, conhecida sobretudo pelos relógios coloridos, anunciou que está a trabalhar num destes aparelhos, que poderá ser emparelhado com telemóveis.

Numa entrevista à agência noticiosa Bloomberg, o presidente executivo da Swatch, Nick Hayek, adiantou que o aparelho deverá chegar ao mercado nos próximos três meses, o que significa que poderá coincidir com o lançamento do smartwatch da Apple, agendado para Abril.

Hayek não foi profícuo em pormenores. O relógio vai recorrer a tecnologia NFC (a sigla de near field communication), que permite ligar sem fios dispositivos que estejam próximos e que já existe em vários modelos de telemóvel. Vai poder ser usado com dispositivos Android e Windows. E usará tecnologia em que a Swatch está a trabalhar há anos, incluindo baterias de longa duração.

Para o mercado dos smartwaches já saltaram várias marcas de electrónica de consumo como a Samsung, a LG e a Motorola. Há também empresas dedicadas exclusivamente a este tipo de produto, como é o caso da Pebble, que produz o relógio homónimo.

Estes relógios inteligentes, que tipicamente incluem várias funções que se encontram num smartphone, são uma nova categoria de produto, que surge numa altura em que abrandam as vendas de tablets e o mercado dos smartphones chegou, em muitos casos, a uma situação de maturidade.

As previsões de analistas, porém, apontam que o desempenho comercial esteja longe do que se verificou com tablets e telemóveis. A Gartner estima que venham a ser vendidos este ano 68 milhões de relógios, pulseiras e restantes dispositivos inteligentes que podem ser usados como acessórios. A venda de tablets, por exemplo, está estimada em 233 milhões de unidades.