“Uma criança que nasça hoje não vai saber o que é privacidade”, diz Snowden

Mensagem natalícia alternativa do Channel 4 da televisão britânica já circula na Internet.

Snowden fala aos britanicos no Natal sobre privacidade
Foto
Snowden fala aos britanicos no Natal sobre privacidade Channel 4/AFP

A mensagem tem os habituais desejos de boas festas mas logo passa para uma referência a George Orwell. Edward Snowden, o antigo analista da norte-americana NSA (Agência de Segurança Nacional) que revelou um programa de vigilância em larga escala desta agência, foi o escolhido para a “mensagem de Natal alternativa” que todos os anos o britânico Channel 4 emite, em alternativa à mensagem tradicional da Rainha.

A privacidade é o tema principal da mensagem: “uma criança nascida hoje vai crescer sem qualquer conceito de privacidade”, diz Snowden no vídeo já a circular no YouTube (irá para o ar na TV às 16h15). “Nunca saberá o que quer dizer ter um momento privado para si própria, um pensamento não gravado, não analisado.”

Snowden explica depois porque é que isso é um problema. “Porque a privacidade é importante. A privacidade é o que nos permite definir quem somos e quem queremos ser.”

Os meios de vigilância de hoje não têm nada a ver com os do livro de Orwell. “Temos sensores nos nossos bolsos que nos acompanham por todo o lado onde vamos. Pensem no que isso quer dizer para a privacidade da pessoa comum.”  

Por isso, “a discussão que há hoje irá determinar a confiança que podemos ter na tecnologia à nossa volta e no Governo que a regula”, diz o antigo analista, agora a viver num local secreto em Moscovo. “Juntos, podemos encontrar um equilíbrio melhor, acabar com a vigilância em massa, e lembrar ao Governo que se quer saber como nos sentimos, perguntar é sempre melhor do que espiar”, conclui Snowden.

A mensagem alternativa de Natal do Channel 4 é feita desde 1993, e já contou com nomes como Jesse Jackson, Brigitte Bardot, personagens de Sasha Baron Cohen como Ali G a Marge Simpson, e políticos como então Presidente iraniano Mahmoud Ahamadinejad.

Snowden faz a sua mensagem de Natal um dia depois de uma entrevista ao Washington Post, a primeira que dá desde que em Junho tinha falado com o Guardian em Hong Kong logo após a sua saída dos EUA com um manancial de documentos sobre a vigilância norte-americana. Ao Washington Post, Snowden disse que considera que a sua missão foi cumprida já que conseguiu um debate público em torno dos limites dos programas de espionagem em larga escala.