Maria Luís Albuquerque participa na terceira ronda de negociações entre PSD, PS e CDS

Reunião decorreu "de forma intensa". Negociações prosseguem amanhã com a apresentação de "contributos escritos".

Foto
Miguel Manso

A ministra de Estado e das Finanças, Maria Luís Albuquerque, juntou-se esta terça-feira à tarde à terceira reunião entre PSD, PS e CDS com vista à negociação do "compromisso de salvação nacional" pedido pelo Presidente da República. O PSD esclarece que nenhum dos presentes na reunião participa enquanto membro do Governo.

Maria Luís Albuquerque chegou à sede nacional do CDS, no Largo do Caldas, em Lisboa, cerca de hora e meia depois da reunião ter começado, juntando-se, assim, às delegações dos três partidos que se reúnem desde domingo, e ao "observador" da Presidência da República, David Justino, que na segunda-feira começou a participar nestes encontros.

Maria Luís Albuquerque é o quinto membro do Governo a integrar as negociações, mas o PSD esclarece que nenhum deles participa nessa qualidade. "Nas reuniões de processo de diálogo interpartidário mantidas com vista a alcançar um 'compromisso de salvação nacional' participam, exclusivamente, representantes dos partidos políticos e um representante do Presidente da República como observador. O Governo não participa nas referidas reuniões", afirma uma nota do PSD divulgada durante o encontro.

Do lado do PSD, a delegação é chefiada por Jorge Moreira da Silva, vice-presidente do PSD, juntamente com Miguel Poiares Maduro e Carlos Moedas, respectivamente ministro-adjunto e secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro.

No entanto, dos representantes do PSD, Maria Luís Albuquerque é a única que não é militante social-democrata. A actual ministra das Finanças e ex-secretária de Estado do Tesouro foi cabeça-de-lista do PSD por Setúbal nas eleições legislativas antecipadas de Junho de 2011, mas com o estatuto de independente.

Pelo CDS, Pedro Mota Soares, vice-presidente do CDS e ministro da Solidariedade e Segurança Social faz-se acompanhar por Miguel Morais Leitão, secretário de Estado dos Assuntos Europeus.

A delegação do PS é liderada pelo ex-líder parlamentar, Alberto Martins,  conta com dois economistas: Eurico Dias e Óscar Gaspar, também da direcção do partido. Com Maria Luís Albuquerque, foram os únicos economistas presentes na reunião.

A nota do PSD afirma ainda que na reunião desta terça-feira "aprofundaram os temas e analisaram-se documentos sobre a situação economico-financeira do país".

"Os trabalhos prosseguiram de forma intensa, tendo as delegações partidárias acordado continuar as reuniões amanhã com a apresentação de contributos escritos com vista à obtenção de um 'Compromisso de Salvação Nacional' com a máxima brevidade", conclui o comunicado.