Desemprego na zona euro aumenta, mas em Portugal estabiliza nos 17,5%

Em Março, 19,211 milhões de pessoas não tinham trabalho nos países da moeda única.

Foto
Taxa de desemprego em Portugal permanece nos 17,5% Manuel Roberto

Contrariando a média registada da zona euro, em Portugal a taxa de desemprego permaneceu inalterada nos 17,5%, tal como em Janeiro e Fevereiro. Contudo, entre os jovens, a taxa de desemprego aumentou de 38,1% em Fevereiro para 38,3% em Março.

Olhando para os dados de Março de 2012 (quando a taxa era de 15,1%), a subida é expressiva. Portugal é, aliás, um dos países onde se registou um maior aumento homólogo anual, a par da Grécia (de 21,5% para 27,2%), Chipre (10,7% para 14,2%) e Espanha (24,1% para 26,7%). No lado oposto, a Letónia, a Estónia e a Irlanda registaram as maiores descidas.

Face ao ano passado, a taxa de desemprego feminino passou de 11,3% para 12,2% na zona euro, e de 10,4% para 11% na UE a 27. Entre os homens, o desemprego aumentou 1,1 pontos percentuais, para 11,9% nos países da moeda única, e de 10,2% para 10,9% na UE.

Há, actualmente, 5,690 milhões de jovens com menos de 25 anos sem emprego em toda a Europa, 3,599 dos quais na zona euro.