Relatório da OCDE sobre reforma do Estado antes do Verão

Carlos Moedas esteve em Paris com o secretário-geral da organização para abordar as reformas económicas e sociais.

Foto
Moedas considerou “muito interessantes e úteis” os encontros com os responsáveis da OCDE Rui Gaudêncio

O relatório que a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) está a preparar sobre a reforma do Estado português deverá estar concluído até ao Verão.

O responsável pela representação da instituição em Portugal, Jens Arnold, avançou ao Diário Económico que “há progressos no contributo” da OCDE, sendo esperado que o relatório esteja “pronto antes do Verão”.

Os técnicos da organização estiveram em Lisboa em Janeiro e, ontem, o secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, Carlos Moedas, esteve reunido em Paris com o secretário-geral da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE), Ángel Gurría, no quadro das consultas regulares entre a instituição e os Estados-membros.

Na reunião esteve também presente o economista-chefe da organização, Pier Carlo Padoan, e, segundo o Diário Económico, o novo embaixador de Portugal junto da OCDE, Paulo Vizeu Pinheiro, ex-assessor diplomático de Pedro Passos Coelho.

O documento em causa foi pedido pelo Governo como contributo para aquilo que o executivo diz ser a reforma das funções do Estado, onde se inclui o corte na despesa pública prometido pelo primeiro-ministro. O Governo e a OCDE têm dialogado nesse sentido, abordando as reformas económicas sociais.

Referindo-se ao encontro de terça-feira, Carlos Moedas comentou ao Diário Económico que “as conversas foram muito interessantes e úteis para o nosso trabalho”.