Da Tate para a Royal Opera House, Alex Beard é novo director

Alex Beard foi o escolhido para substituir Tony Hall, agora director-geral da BBC.

Foto
Alex Beard deixa assim a direcção da Tate, 19 anos depois Royal Opera House

A escolha de Alex Beard para o cargo mais alto da Royal Opera House surpreendeu o meio. O crítico de ópera do The Telegraph, Rupert Christiansen, escreveu que Beard estava fora de qualquer previsão, representando uma “escolha fora da caixa”. “O percurso anterior de Beard é como administrador e um homem de dinheiro. Na última década,  supervisionou todas as operações negociais do império da Tate, planeando o seu actual projecto ambicioso de desenvolvimento”, continua o crítico britânico, apoiando a escolha.

No entanto, Christiansen defende que dirigir a Tate não é a mesma coisa que estar à frente da Royal Opera House, visto que as duas instituições têm uma forma diferente de trabalhar a cultura. “Montar uma performance de uma noite não tem nada a ver com o montar uma exposição”, diz o crítico, que acredita que se Alex Beard for bem acompanhado poderá fazer um bom trabalho.

Desde 1994 na Tate, a principal instituição museológica do Reino Unido, Beard reagiu à escolha, anunciada nesta terça-feira, mostrando-se “absolutamente encantado”. “Ter a oportunidade de construir em cima dos feitos de Tony Hall e da força da reputação da Royal Opera House é extremamente excitante”, disse à BBC.

Para Simon Robey, presidente da administração da casa de ópera, Beard, com os seus conhecimentos de negócio, será uma mais-valia à instituição. “Estou confiante de que ele vai estabelecer uma excelente parceria com a nossa liderança artística e nossa equipa executiva, e que, em conjunto, levaram a Opera House para alturas ainda maiores.”

Tony Hall, que estava na direcção da Royal Opera House desde 2001, foi nomeado director-geral da BBC em Novembro do ano passado. A escolha de Hall aconteceu depois da demissão de George Entwistle, que apenas esteve no cargo 54 dias, na sequência da investigação de abusos sexuais. Hall tomou posse este mês, tendo por isso só agora abandonado a Royal Opera House.