Preços da habitação voltam a cair em Portugal

Só Espanha, Irlanda e Holanda caíram mais na UE, durante o terceiro trimestre.

Um estrangeiro que compre um imóvel de, pelo menos, 500 mil euros pode beneficiar de visto gold
Foto
Um estrangeiro que compre um imóvel de, pelo menos, 500 mil euros pode beneficiar de visto gold Fernando Veludo/NFactos

Em comparação com o segundo trimestre, os preços da habitação em Portugal caíram 0,9%. Este valor é também inferior à queda trimestral de 2,4% do segundo trimestre e de 1,9% do primeiro trimestre.

Segundo os dados do Eurostat divulgados nesta quinta-feira, só Espanha, com uma queda de 15,2% nos preços da habitação, Irlanda, com menos 9,6%, e a Holanda, com menos 8,7%, é que sofreram quedas maiores no mercado em termos homólogos.

O gabinete de estatísticas da Comissão Europeia aponta para uma queda homóloga no terceiro trimestre de 2,5% na Zona Euro e de 1,9% na União Europeia. Já no registo trimestral, o preço das habitações diminuiu 0,7% nos 17 países do Euro e 0,4% nos 27 países da União Europeia.

Em Janeiro, Portugal caiu nove lugares num ranking de 38 países europeus de preços da habitação. O presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) defende que a queda dos preços na habitação não é produto do “funcionamento normal do mercado”, e atribui a contracção dos preços aos especuladores.

Para além do mercado especulativo, afirmou o presidente da APEMIP, Luís Carvalho Lima, a venda de imóveis a baixo custo pela banca tem também consequências nos preços do mercado imobiliário