António Mendonça no Parlamento

Obras do TGV começam no início do próximo ano

António Mendonça
Foto
António Mendonça Foto: Nuno Ferreira Santos

O ministro das Obras Públicas, António Mendonça, manteve hoje no Parlamento que o arranque das obras no terreno do troço Poceirão-Caia, em alta velocidade, se vai verificar no início do próximo ano, tal como estava inicialmente previsto.

O ministro das Obras Públicas que está a ser ouvido no Parlamento sobre o Orçamento do Estado para 2011, afirmou, citado pela TSF, que "está previsto o arranque das obras no terreno do troço Poceirão-Caia durante o primeiro trimestre de 2011".

Essa é a calendarização acordada com o consórcio Elos, co-liderado pela Brisa e pela Soares da Costa, com quem o Estado assinou um contrato de concessão há já mais de meio ano. Apesar de o contrato ainda não ter sido visado pelo Tribunal de Contas, ele está já em vigência, com os responsáveis do consórcio a repetirem que ainda não receberam informações para suspender o projecto.

Depois das muitas vozes que têm vindo a pedir a paragem destas obras, devido à actual conjuntura de crise financeira, e durante as negociações com o principal partido da oposição para a viabilização do Orçamento para o próximo ano, o governo aceitou criar um grupo para reavaliar todas as Parcerias Publico-Privadas, não só as que ainda não tinham sido lançadas, mas como as que já estavam contratadas e em vigor.

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou que esperava que ficasse provado, nessa reavaliação, que o avanço do troço Poceirão-Caia traria mais benefícios do que custos, na actual conjuntura. Ainda não há notícias sobre os resultados dessas avaliações, e o ministro das Obras Públicas ainda não alterou o discurso que tem vindo a proferir desde que assinou o contrato, no passado mês de Maio.