Prémio face às obrigações alemãs atinge 4,511 por cento

Dívida pública a 10 anos renovou máximo para 6,902 por cento

Sara Matos
Foto
Sara Matos

As taxas de juro da dívida portuguesa estão a subir, com o prazo de 10 anos a renovar novo máximo nos 6,902 por cento, bem acima dos 6,622 por cento do início da manhã.

O spread ou prémio que os investidores exigem para comprar obrigações portuguesas face às alemãs volta a aumentar, atingindo, ao início da tarde, os 451,1 pontos base.

Esta nova subida contrasta com a tendência de estabilização que parecia evidenciar-se no final da semana passada e está no nível mais alto desde a criação da moeda única.

Os juros mantêm-se, assim, relativamente próximos dos sete por cento, valor que o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, disse justificar uma intervenção do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Notícia actualizada às 14h50