Cinema independente

4ª edição Prémio Lux de cinema europeu já tem finalistas

"Academia Platonos", de Filippos Tsitos, um dos filmes finalistas do Prémio Lux 2010
Foto
"Academia Platonos", de Filippos Tsitos, um dos filmes finalistas do Prémio Lux 2010 DR

A 4ª edição do prémio Lux do Parlamento Europeu já seleccionou três filmes finalistas: "Academia Platonos", de Filippos Tsitos (Grécia, Alemanha), "Die Fremde", de Feo Aladag (Alemanha) e "Illégal", de Olivier Masset-Depasse (Bélgica/França/Luxemburgo).

A selecção foi feita por um júri internacional, que elegeu os três por considerar que “todos representam um olhar único sobre os europeus – as suas vidas, convicções e dúvidas, a sua busca de identidade”, diz a organização do prémio em comunicado. O vencedor só será revelado a 24 de Novembro, altura em que o filme será legendado “nas 23 línguas oficiais da União Europeia e adaptado para pessoas com limitações visuais ou auditivas. Será ainda feita uma cópia de 35 mm em cada Estado-membro ou apoiada a produção e divulgação em DVD”.

O vencedor da edição passada (2009) foi “Welcome”, de Philippe Lioret [2009]. Também Fatih Akin foi premiado em 2007 com "Do Outro Lado" e no ano seguinte foi a vez dos irmãos Jean Pierre e Luc Dardenne, com "O silêncio de Lorna".

Os filmes serão apresentados no festival de cinema independente Venice Days (de 10 a 11 de Setembro) e de novo no Parlamento Europeu, em Bruxelas (entre 26 de Outubro e 19 Novembro. Nessa altura, eurodeputados ao PE visionarão os filmes seleccionados, para votar no vencedor, a ser anunciado pelo Presidente do PE, Jerzi Buzek, em Estrasburgo.

O Prémio Lux visa apoiar e incentivar o cinema europeu e, em seguida, demonstrar “o compromisso do Parlamento Europeu para com a indústria cinematográfica europeia e para com o seu esforço criativo”.