Venezuela: Hugo Chavez retira representação diplomática da Colômbia e coloca tanques na fronteira

Foto
Hugo Chávez adverte que uma incursão de forças colombianas na fronteira venezuelana é uma "causa de guerra" DR

"Ordeno a retirada imediata de todo o nosso pessoal da embaixada em Bogotá. Que se feche a embaixada", declarou Chavez dando assim instruções directas ao ministro da Defesa Gustavo Rangel Briceno que envie para a zona de fronteira com a Colômbia "dez batalhões".

"Ordeno que a aviação militar se coloque. Não queremos a guerra mas não vamos permitir ao império nem ao seu cachorro que nos enfraqueça", adiantou Chavez, referindo-se aos Estados Unidos e ao Presidente colombiano Álvaro Uribe.

Chavez advertiu ainda que uma operação militar colombiana em território ou espaço aéreo venezuelano, como a que aconteceu ontem no Equador, constitui uma "causa de guerra".

O conflito entre Uribe e Chavez intensificou-se depois do Presidente colombaino ter recusado a oferta de Chavez para mediar as conversações com as FARC, em Novembro passado, invocando ingerência nos assuntos nacionais colombianos.