Energia

Moscovo quer construir entre 40 e 50 reactores nucleares no estrangeiro até 2030

Putin disse que até 2030, 25 por cento da electricidade produzida na Rússia deverá ser nuclear
Fotogaleria
Putin disse que até 2030, 25 por cento da electricidade produzida na Rússia deverá ser nuclear EPA (arquivo)
Fotogaleria

A Rússia pretende construir entre 40 e 50 reactores nucleares no estrangeiro e até 58 no seu território até 2030, declarou hoje o director da Agência federal russa de Energia Atómica (Rosatom), Sergueï Kirienko, citado pela agência Ria Novosti.

O Presidente russo Vladimir Putin declarou, no final de Janeiro, que até 2030, 25 por cento da electricidade produzida na Rússia deverá ser nuclear, contra os 16 por cento de hoje.

Actualmente, a Rússia tem dez centrais nucleares e 31 reactores, com uma capacidade total de 23.242 megawatts.

A empresa russa Atomstroïexport, a única empresa encarregada da construção de centrais no estrangeiro, opera uma em Tiawan (China), uma em Kudankulam (Índia) e outra em Bouchehr (Irão).

Sugerir correcção