Descarga eléctrica ocorreu a 23 de Janeiro

Cientistas estudam tempestade em Saturno

A descarga eléctrica ocorreu a 23 de Janeiro
Foto
A descarga eléctrica ocorreu a 23 de Janeiro Nasa/AP

Uma equipa de investigadores da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, está a estudar uma tempestade registada em Saturno a 23 de Janeiro, que libertou descargas eléctricas mais de mil vezes superiores às registadas no planeta Terra.

Os cientistas estão a utilizar equipamentos a bordo da sonda Cassini. Como esta não estava na posição certa para captar imagens da tempestade, os cientistas pediram ajuda a astrónomos amadores, que confirmaram a tempestade, no hemisfério sul do planeta.

"É certo que esta é a tempestade mais forte que já vimos com a Cassini desde que chegou a Saturno", disse Donald Gurnett.

Ainda não se conhecem as origens da tempestade, mas os cientistas acreditam que pode estar relacionada com o interior aquecido do planeta.

Os investigadores esperam obter imagens melhores da tempestade quando Cassini se aproximar mais de Saturno nas próximas semanas.

A Cassini - resultado da cooperação entre a agência espacial norte-americana (Nasa) e as agências espaciais europeia e italiana - foi lançada em 1997 e levou sete anos a chegar a Saturno, para explorar o planeta e as suas luas. A missão é gerida pelo Jet Propulsion Laboratory da Nasa, em Pasadena.