Companhia Nacional de Bailado

Todos os tópicos

O festival DDD – Dias da Dança regressa dia 27 com uma segunda edição reforçada: dura agora 17 dias e vai mostrar 35 espectáculos, muitos deles em estreia absoluta ou nacional, como BiT, de Maguy Marin, Nicht Schlafen, de Alain Platel, ou Celui qui Tombe, de Yoann Bourgeois.

  • O festival DDD – Dias da Dança regressa dia 27 com uma segunda edição reforçada: dura agora 17 dias e vai mostrar 35 espectáculos, muitos deles em estreia absoluta ou nacional, como BiT, de Maguy Marin, Nicht Schlafen, de Alain Platel, ou Celui qui Tombe, de Yoann Bourgeois.

  • Desde Novembro à frente da Companhia Nacional de Bailado, Paulo Ribeiro prepara para 2018 a primeira programação com a sua assinatura, que deverá incluir criações de Tânia Carvalho, Sasha Waltz e Édouard Lock. Quer também tentar remontar Masurca Fogo, de Pina Bausch.

  • iTMOi é uma peça peculiar, representativa das novas linguagens interculturais; mas a falta de alguma contenção deixou-a a um passo de ser uma grande obra.

  • Fechando um biénio “de aposta na cultura”, e retribuindo o “grande entusiasmo” com que a cidade respondeu à reabertura do Rivoli, a Câmara aumentou o orçamento do equipamento. O regresso à actividade é no dia 21, com uma grande festa de aniversário.

  • Tamara Cubas, Akram Khan, Yoann Bourgeois, Alain Platel e Sasha Waltz são alguns dos coreógrafos que nos visitam esta temporada. Tânia Carvalho, Luís Guerra, Cláudia Dias e Olga Roriz também terão peças novas.