chefes de estado

Todos os tópicos

Chegou a Moscovo como estudante, saiu de lá como jornalista. Nas quatro décadas que durou a aventura, viu ruir o comunismo, viu a URSS dar lugar à Rússia, chegou com Brejnev e saiu com Putin. José Milhazes fala do seu livro As Minhas Aventuras no País dos Sovietes e do que o motivou.

  • Chegou a Moscovo como estudante, saiu de lá como jornalista. Nas quatro décadas que durou a aventura, viu ruir o comunismo, viu a URSS dar lugar à Rússia, chegou com Brejnev e saiu com Putin. José Milhazes fala do seu livro As Minhas Aventuras no País dos Sovietes e do que o motivou.

  • Marcelo Rebelo de Sousa fez nova diligência sobre o português desaparecido há meses em Moçambique, desta vez por escrito. Para incredulidade de muitos, nem isso fez mudar a atitude das autoridades

  • O ex-Presidente quebrou o silêncio no dia em que se soube a data de lançamento do seu novo livro: 16 de Fevereiro.

  • Prokopis Pavlopoulos, de 66 anos, é Presidente da República Helénica desde Março de 2015

  • A propensão para “ir a todas” poderá conduzi-lo a um excesso de exposição prejudicial à distância institucional que se espera de um Presidente e à autenticidade da sua relação afectiva com os portugueses.

  • Tal como dia em que regressou a Portugal após o 25 de Abril, voltou-se a ouvir “Soares amigo, o povo estará contigo!” E esteve, ao longo das ruas de Lisboa, na despedia emocionada ao fundador do PS, antigo presidente da República e primeiro-ministro.

  • As cerimónias fúnebres do ex-Presidente da República levaram-no de volta a um dos lugares mais simbólicos da sua governação, onde assinou a adesão à CEE. Milhares de pessoas já lhe prestaram homenagem.

  • O luto nacional de três dias pela morte de Mário Soares culmina com uma sessão evocativa no Parlamento. Neste domingo, todos os caminhos iam dar ao Largo do Rato, onde o PS disponibilizou vários livros de condolências.

  • Decisão compete ao Governo. A norma são os três dias de luto agora decretados pela morte de Mário Soares.

  • Augusto Santos Silva e ex-assessor político de Soares consideram que primeiro-ministro replicou aquilo que acreditam que seria a decisão de Soares, numa circunstância semelhante. Em 1989, o próprio ex-PR manteve uma visita oficial depois do acidente que deixou o filho entre a vida e a morte.

O Público faz anos e o presente é para si! Saiba mais