António Domingues

Todos os tópicos

  • O ministro das Finanças disse por várias vezes que esta matéria das declarações "não teve a relevância" que depois assumiu, admitindo que o assunto "foi abordado" com António Domingues, mas "de forma ocasional".

  • O secretário de Estado das Finanças diz que a não entrega de declarações de rendimentos ao Tribunal Constitucional "não foi objecto de nenhum acordo" e admite que num primeiro momento considerou que a isenção poderia ser consequência das alterações legislativas.

  • Depois de António Domingues ter sido ouvido a 28 de Abril, Carlos Costa, Ricardo Mourinho Félix e Mário Centeno completarão o primeiro bloco de audições desta Comissão.

  • O ex-gestor da CGD vai ser ouvido na Comissão Eventual de Inquérito Parlamentar à atuação do XXI Governo Constitucional no que se relaciona com a nomeação e a demissão da Administração de António Domingues

  • O actual presidente da Bolsa de Lisboa recusa entregar a declaração de património e dois outros elementos da equipa de António Domingues apresentaram pedido de sigilo, mesmo depois de se saber que este tinha sido recusado ao presidente da Caixa.

  • A audição realiza-se a 28 de Abril e será a primeira. Também Carlos Costa, Ricardo Mourinho Félix e Mário Centeno serão ouvidos. Socialista Luís TEsta deverá ser relator dos trabalhos.

  • Partidos não pediram, preto no branco, essas comunicações ao ex-presidente da Caixa que será ouvido na comissão de inquérito no dia 27.

  • Ex-administrador da CGD pediu sigilo sobre a sua declaração de património alegando segurança e reserva da vida privada da mulher. Considerava que ser mais rico do que os outros administradores o colocava num patamar de maior vulnerabilidade.