Fotogaleria

O álbum de fotografias da estreia de Taylor Swift em Portugal

Taylor Swift atraiu de milhares de pessoas ao Estádio da Luz. Os rituais de adolescentes (e não adolescentes) a cantar enquanto trocam pulseiras cumpriram-se nas longas filas até ao relvado benfiquista. Este sábado, a "Swiftielândia" regressa a Lisboa.

Concerto de Taylor Swift no Estádio da Luz, em Lisboa Nuno Ferreira Santos
Fotogaleria
Concerto de Taylor Swift no Estádio da Luz, em Lisboa Nuno Ferreira Santos

Para quem esperou quatro anos para recuperar o sonho de assistir a um concerto de Taylor Swift em Portugal, as longas filas que serpenteavam o Estádio da Luz, em Lisboa, não intimidavam. Havia muita coisa para fazer antes de a artista norte-americana, fenómeno maior do pop contemporâneo, ter subido ao palco para um espectáculo que a pandemia de covid-19 tinha adiado.

As imagens captadas ao longo da última sexta-feira pelo PÚBLICO mostram o alvoroço criado pelos "swifties" em Lisboa. É um ritual partilhado internacionalmente: é preciso trocar pulseiras com vizinhos de fila que se transformam em amigos, jogar cartas de pernas cruzadas no alcatrão, exibir orgulhosamente as t-shirts com a figura de Taylor Swift — e, depois, combiná-las com franjas e cristais, maquilhagens vivas e botas altas, lantejoulas e tons metalizados.

É essa a "Swiftielândia", o Swift Lift, os swiftquakes — enfim, um fenómeno com Taylor Swift no epicentro que colocou Lisboa no mapa de actuações de uma tour que revisita o percurso profissional da cantora. A festa continua este sábado no Estádio da Luz.

Concerto de Taylor Swift no Estádio da Luz, em Lisboa
Concerto de Taylor Swift no Estádio da Luz, em Lisboa Nuno Ferreira Santos
Concerto de Taylor Swift no Estádio da Luz, em Lisboa
Concerto de Taylor Swift no Estádio da Luz, em Lisboa Nuno Ferreira Santos
Concerto de Taylor Swift no Estádio da Luz, em Lisboa
Concerto de Taylor Swift no Estádio da Luz, em Lisboa Nuno Ferreira Santos
Concerto de Taylor Swift no Estádio da Luz, em Lisboa