A Sala de Professores: há discórdia na escola

Uma certeza: este não é um filme feito para aliciar gente para uma carreira na docência.

ipsilon,critica,cinema,educacao,culturaipsilon,escolas,
Fotogaleria
O filme A Sala de Professores estreia-se esta quinta-feira nos cinemas
ipsilon,critica,cinema,educacao,culturaipsilon,escolas,
Fotogaleria
O filme A Sala de Professores estreia-se esta quinta-feira nos cinemas
ipsilon,critica,cinema,educacao,culturaipsilon,escolas,
Fotogaleria
O filme A Sala de Professores estreia-se esta quinta-feira nos cinemas
ipsilon,critica,cinema,educacao,culturaipsilon,escolas,
Fotogaleria
O filme A Sala de Professores estreia-se esta quinta-feira nos cinemas
Ouça este artigo
00:00
02:33

Ficção filmada numa autêntica escola de Hamburgo, A Sala de Professores integra-se naquela espécie de subgénero do “filme de escola” que a mostra (à escola) como um lugar parecido com um campo de batalha, um palco onde se jogam tensões e conflitos, mais ou menos “micro”, mais ou menos um reflexo do universo social além-escola. Questões de classe, questões de cultura e de etnia (a composição multicultural da população estudantil faz do filme um curioso lado B para o magnífico O Professor Bachmann e a sua Turma, de Maria Speth), questões do poder relativo entre os professores, os alunos, os pais dos alunos.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.
Sugerir correcção
Ler 1 comentários