Montenegro estende compromisso ético dos deputados a todos, mas só prisão ou acusação faria tremer Albuquerque

Líder do PSD diz que critérios éticos para candidatos a deputados se aplicarão “a quem quer que seja”, incluindo líder do governo regional da Madeira. Pedro Nuno Santos pede “coerência” aos políticos.

Foto
Luís Montenegro foi aentregar as listas do PSD/Lisboa ao tribunal LUSA/MANUEL DE ALMEIDA
Ouça este artigo
00:00
06:22

O presidente do PSD, Luís Montenegro, deixou claro esta quinta-feira que os critérios definidos no compromisso ético assinado pelos candidatos a deputados são extensíveis "a quem quer que seja" no partido, respondendo assim aos jornalistas que o questionaram sobre a situação política de Miguel Albuquerque, depois de ter sido constituído arguido num processo que envolve crimes de corrupção.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.
Sugerir correcção
Ler 38 comentários