Juiz bloqueia proibição do TikTok no estado norte-americano do Montana

Pelo menos 30 estados do país, além do Governo federal, já proibiram a utilização da aplicação chinesa em dispositivos oficiais, alegando receios de partilha de dados.

Foto
TikTok tem cerca de 100 milhões de utilizadores nos EUA Dado Ruvic
Ouça este artigo
00:00
01:33

Um juiz federal dos Estados Unidos bloqueou esta quinta-feira, 30 de Novembro, no estado do Montana, a proibição da rede social TikTok aprovada em Maio, que deveria entrar em vigor em Janeiro.

Pelo menos 30 estados do país, além do Governo federal, já proibiram a utilização da aplicação chinesa em dispositivos oficiais, alegando receios de que a empresa proprietária da rede social, a ByteDance, partilhe os dados dos utilizadores com as autoridades de Pequim.

No entanto, a regra estabelecida para o Montana ia mais longe, proibindo qualquer utilização da aplicação em todo o estado. O TikTok e vários criadores de conteúdos processaram as autoridades pouco depois de a lei ter sido aprovada.

De acordo com o jornal The Washington Post, na decisão de quinta-feira, que ainda pode ser revertida num julgamento não agendado, o juiz Donald Molloy disse que a interdição é mais uma tentativa de fiscalizar o papel da China na rede social do que de proteger os cidadãos do estado.

O Montana converteu-se em Maio no primeiro estado do país a proibir totalmente o TikTok, embora outros estados geridos por republicanos estejam também a considerar medidas semelhantes.

O TikTok tem cerca de 100 milhões de utilizadores nos EUA e tornou-se rapidamente numa das redes sociais mais populares do globo, especialmente entre adolescentes.

Em Março, o Governo dos EUA ameaçou a ByteDance com uma proibição nacional da aplicação se não colocasse à venda as acções na popular rede social. No entanto, de acordo com a rádio pública norte-americana NPR, as autoridades do país retomaram recentemente as negociações com a empresa para tentar manter o TikTok a funcionar.

Sugerir correcção
Comentar