Economia trava: Banco de Portugal revê previsões de crescimento em baixa

Banco central foi surpreendido por travagem brusca da economia a partir do segundo trimestre do ano e passou agora a apontar para taxas de crescimento bem mais baixas, tanto em 2023 como em 2024.

Foto
Mário Centeno está agora mais pessimista Ricardo Lopes
Ouça este artigo
00:00
03:12

Depois de um primeiro trimestre surpreendentemente positivo, a economia portuguesa começou definitivamente a sentir o efeito negativo da subida das taxas de juro em toda a Europa e estagnou, aumentando mesmo o risco de entrar em recessão técnica na segunda metade do ano. O Banco de Portugal viu-se forçado a rever em baixa as suas previsões de crescimento para este ano e o próximo para valores bem abaixo daquilo que o Governo estava à espera.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.
Sugerir correcção
Ler 39 comentários