Tiroteio no centro da Sérvia provoca pelo menos oito mortos e 14 feridos. Suspeito detido

Tiroteio na cidade de Mladenovac, a 42 quilómetros da capital da Sérvia, provocou a morte de, pelo menos, oito pessoas. O suspeito terá disparado num veículo em movimento.

Foto
O tiroteio acontece um dia depois de um rapaz de 13 anos ter disparado mortalmente sobre nove pessoas numa escola em Belgrado EPA/ANDREJ CUKIC

Pelo menos oito pessoas morreram e outras 14 ficaram feridas na noite desta quinta-feira na sequência de um tiroteio na cidade de Mladenovac, 42 quilómetros a sul de Belgrado, capital da Sérvia.

A polícia já deteve o suspeito, nesta sexta-feira, perto da cidade de Kragujevac, cerca de 100 quilómetros a sul de Belgrado, após buscas que duraram toda a madrugada, com centenas de polícias.

​"O suspeito U.B., nascido em 2002, foi detido nas imediações da cidade de Kragujevac e é suspeito de ter morto oito pessoas e ferido 14 durante a noite", declarou o Ministério do Interior sérvio em comunicado, acrescentando que a investigação está a decorrer.

Segundo avança a Nova S, o suspeito terá disparado num veículo em movimento e foi interceptado na cidade de Šepšin, a 21 quilómetros de Mladenovac, abrindo fogo sobre a polícia. Por sua vez, a Breaking Latest News escreve que o suspeito disparou uma Kalashnikov .

Meios de comunicação social locais citados pela Reuters referem que o suspeito se envolveu numa altercação no pátio de uma escola na quinta-feira e abandonou o local. Porém, terá voltado mais tarde com uma espingarda e uma pistola, abrindo fogo e disparando contra pessoas aleatoriamente a partir de um carro em movimento.

A emissora estatal RTS informou que um polícia fora de serviço e a sua irmã estão entre as vítimas mortais.

O tiroteio na cidade de Mladenovac acontece depois de, na quarta-feira, um rapaz de 13 anos ter disparado mortalmente sobre nove pessoas e ter ferido outras sete numa escola em Belgrado.

Embora a Sérvia esteja repleta de armas que sobraram das guerras dos anos 90, o ataque na escola foi o primeiro na história moderna do país. Em 2013, um veterano de guerra matou 13 pessoas numa aldeia do centro da Sérvia.

O ministro do Interior sérvio, Bratislav Gasic, classificou este último ataque como "um acto terrorista", segundo a imprensa estatal. Com Lusa