No Porto da Espada, a paz do Largo do Cerejal: um “Alentejo diferente” em Marvão

Adelina Andrade e Pedro Loureiro deixaram a vida da cidade e fugiram para o campo. Trocaram o marketing pelo turismo e abriram o Largo do Cerejal num vale do Parque Natural da Serra de São Mamede.

hoteis,marvao,fugas,alentejo,turismo,
Fotogaleria
Largo do Cerejal, Marvão dr
hoteis,marvao,fugas,alentejo,turismo,
Fotogaleria
Largo do Cerejal, Marvão dr
hoteis,marvao,fugas,alentejo,turismo,
Fotogaleria
Largo do Cerejal, Marvão dr
hoteis,marvao,fugas,alentejo,turismo,
Fotogaleria
Largo do Cerejal, Marvão dr
,Design de interiores
Fotogaleria
Largo do Cerejal, Marvão dr
hoteis,marvao,fugas,alentejo,turismo,
Fotogaleria
Largo do Cerejal, Marvão dr

Um gato pachorrento passeia-se pela estrada e é o único sinal de vida ao anoitecer, além do fumo que sai das chaminés, na aldeia de Porto da Espada, concelho de Marvão. Silêncio, nem os passarinhos se ouvem entre o ar gélido de Inverno. Foi a esta quietude que Adelina Andrade e Pedro Loureiro se habituaram nos últimos anos, depois de trocarem a cidade pela calmaria do campo. “Isto é um Alentejo diferente. Chamam-lhe um oásis”, asseguram. É esse lado diferente que querem mostrar a quem os visita no Largo do Cerejal.

Sugerir correcção
Comentar