Rentabilidade dos Certificados de Aforro sobe para 2,842% em Dezembro e “rouba” depósitos aos bancos

Subida da Euribor a três meses dá novo fôlego ao produto de poupança do Estado, cuja taxa é revista a cada três meses.

Foto
Ao contrário do que acontece no crédito à habitação, a subida da Euribor é positiva para os Certificados de Aforro RG rui gaudencio

Há um aumento muito expressivo de novas subscrições de Certificados de Aforro (CA), que deverá ser ainda maior no corrente mês de Dezembro, devido à subida da taxa de remuneração base para 2,842%, e ao facto de muitos portugueses canalizarem parte do subsídio de Natal para poupança a prazo. Nos balcões dos CTT é visível o aumento de clientes para abrir conta ou para realizar novas subscrições, que também podem ser feitas pela Internet, no caso de quem já tem conta aberta no IGCP - Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários