Malnutrida e sem nome: autópsia virtual conta história de criança do século XVII

Uma viagem no tempo ao século XVII a partir da investigação a uma criança descoberta na cripta de uma importante família austríaca: quem era, afinal, este rapaz e o que fazia entre condes?

Foto
A criança encontrada vestia um longo casaco de seda, condizente com a família nobre a que pertenceria Andreas Nerlich

Numa cripta de uma família aristocrata na Áustria, o único caixão não identificado acabou por se revelar o mais interessante. Numa viagem até ao século XVII, uma “autópsia virtual” acabou por definir o percurso desta criança não identificada: um rapaz com cerca de um ano quando morreu, desnutrido e com pneumonia.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.
Sugerir correcção
Comentar