Mercado de São Sebastião: “O futuro disto é fechar portas”

Acordo entre Câmara do Porto e junta do centro histórico, que previa que esta reabilitasse o mercado de São Sebastião, foi revogado. Na Sé, já se discute o fim do mercado. Entre a tristeza e a aceitação.

NEG - 03 OUTUBRO 2022 -  MERCADO DA SE - VAI FECHAR
Fotogaleria
Junta de freguesia tinha projecto de reabilitação, mas nunca o concretizou NELSON GARRIDO
NEG - 03 OUTUBRO 2022 -  MERCADO DA SE - VAI FECHAR
Fotogaleria
Mercado está em elevado estado de degradação NELSON GARRIDO
NEG - 03 OUTUBRO 2022 -  MERCADO DA SE - VAI FECHAR
Fotogaleria
Consumo e tráfico de droga são visíveis na zona NELSON GARRIDO
NEG - 03 OUTUBRO 2022 -  MERCADO DA SE - VAI FECHAR
Fotogaleria
Mercado foi inaugurado nos anos 1990 NELSON GARRIDO
NEG - 03 OUTUBRO 2022 -  MERCADO DA SE - VAI FECHAR
Fotogaleria
Rui Moreira não se comprometeu com reabilitação NELSON GARRIDO
NEG - 03 OUTUBRO 2022 -  MERCADO DA SE - VAI FECHAR
Fotogaleria
Espaço já só tem cinco vendedoras NELSON GARRIDO
NEG - 03 OUTUBRO 2022 -  MERCADO DA SE - VAI FECHAR
Fotogaleria
Na Sé, moradoras lamentam encerramento do mercado NELSON GARRIDO
NEG - 03 OUTUBRO 2022 -  MERCADO DA SE - VAI FECHAR
Fotogaleria
Moradores queixam-se de falta de comércio naquela zona NELSON GARRIDO
NEG - 03 OUTUBRO 2022 -  MERCADO DA SE - VAI FECHAR
Fotogaleria
Autarquia não adianta o que quer fazer do espaço NELSON GARRIDO
NEG - 03 OUTUBRO 2022 -  MERCADO DA SE - VAI FECHAR
Fotogaleria
Mercado fica junto à catedral da Sé NELSON GARRIDO

Maria Vitória está preparada para o fim do mercado de São Sebastião. “Não adianta ajeitar”, determina a vendedora à porta da sua casa, facilmente identificável na Rua do Souto pela enorme bandeira do Benfica pendurada numa janela. “O futuro disto é fechar portas”, antevê “Maria Comunista”, como é conhecida por todos, uma das cinco vendedoras que resistem neste mercado da Sé. Há umas semanas, numa assembleia de freguesia, as cinco mulheres terão assumido não ter intenções de criar obstáculos ao encerramento, se for essa a decisão da Câmara do Porto, rendidas à falta de condições do espaço e ao problema do tráfico de droga à porta. Mas, por aquela zona histórica, há quem tema mais uma machadada na Sé.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários