Encarar a “carnificina climática”

Os sinais de que se avizinha um outro normal estão aí. E mesmo que com uma pandemia e uma guerra na Europa cresça a sensação de que “não conseguimos ir a todas”, naturalmente é a isso que a complexidade do mundo nos obriga.

O ruído da guerra deixou pouco espaço para olharmos com a devida atenção para o que o secretário-geral da ONU apelidou de “carnificina climática”. O Paquistão, o quinto país mais populoso do mundo, tem um terço do seu território inundado devido a cheias. “Uma área inundada três vezes maior do que a área total do meu país, Portugal”, sublinhou António Guterres.

Sugerir correcção
Ler 9 comentários