A mudança que José Manuel Silva quer operar em Coimbra vai demorar

O ex-bastonário da Ordem dos Médicos contou com o apoio do PSD para ganhar uma câmara que há oito anos era PS. O abate de árvores valeu-lhe a primeira vaga de contestação

Foto
O autarca de Coimbra mantém o objectivo de, caso seja reeleito, cumprir apenas dois mandatos Nelson Garrido

Há pouco mais de um ano, quando tomou posse, o novo presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), José Manuel Silva, fez mais um pedido do que uma promessa: indulgência, que os primeiros dois anos de mandato não seriem suficientes para reflectir a nova estratégia da autarquia. Se esta posição ajuda a suavizar a responsabilidade política em pontos mais controversos, também faz com que qualquer cerimónia de corta-fitas seja reivindicada pelos socialistas que lhe antecederam.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários