Economia traz boas notícias a Bolsonaro, mas isso pode passar ao lado do eleitorado

Os indicadores macroeconómicos mostram o Brasil a recuperar, mas o agravamento das condições de vida dos mais pobres continua a prejudicar as hipóteses de reeleição do actual Presidente.

Foto
Jair Bolsonaro continua em segundo lugar nas sondagens atrás de Lula da Silva UESLEI MARCELINO/Reuters

A um mês da primeira volta das eleições presidenciais brasileiras, o panorama evidenciado pelas sondagens não dá sinais de alteração significativa. O actual Presidente, Jair Bolsonaro, e o antigo chefe de Estado, Lula da Silva, mantêm-se destacados e devem defrontar-se na segunda volta, com favoritismo para o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT).

Sugerir correcção
Ler 2 comentários