Banco de Empresas Montepio criado por Carlos Tavares chega ao fim, três anos depois

O antigo presidente do banco apresentou-o como o futuro do Banco Montepio. Três anos depois, projecto será reintegrado na casa-mãe pela mão da nova liderança, de Virgílio Lima e Pedro Leitão.

Foto
Carlos Tavares apresentou o BEM com uma medida-chave da estratégia de futuro do Montepio. MIGUEL A. LOPES

O presidente da Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG), Virgílio Lima, deu instruções a Pedro Leitão, o presidente executivo (CEO) do Banco Montepio, para reverter o projecto Banco de Empresas Montepio – Banco BEM, reintegrando a operação na casa-mãe. Uma decisão que deverá ser validada num dos próximos conselhos de administração (CA) do banco, confirmou ao PÚBLICO fonte oficial da mutualista.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários