Federação de padel insiste em celebrar títulos “europeus” contra o País Basco

Triunfos foram alcançados em todos os escalões masculinos, em competições que não são reconhecidas pela federação internacional.

Foto
O presidente da FPP (à direita) esteve em Julho em Bilbau na entrega do troféu a Portugal no European Juniors Padel Championship DR

O palmarés, reivindicado pela Federação Portuguesa de Padel (FPP), é de luxo. Nos últimos dez meses, a FPP celebrou com pompa e circunstância, através de comunicados e publicações nas redes sociais, a conquista do título europeu de padel em masculinos nos escalões de juniores, seniores e veteranos. Em femininos, as proezas são igualmente meritórias: campeãs europeias em seniores; “vice” em juniores; terceiras em veteranos. Todas estas conquistas têm três pontos em comum: nenhum destes “Europeus” é reconhecido pela federação internacional que tem a tutela da modalidade (FIP); o principal rival de Portugal em todas as provas foi o País Basco; a presença e/ou organização dos torneios contou sempre com financiamento público através do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ).

Sugerir correcção
Ler 1 comentários