O jogo arriscado do Presidente turco

1. Ivo Daalder, antigo embaixador dos Estados Unidos na NATO, publicou no site Politico Europe um texto cujo título diz praticamente tudo: “Turquia: difícil viver com ela, impossível viver sem ela”. É um membro da Aliança Atlântica que ocupa uma posição estratégica na confluência de continentes. Os Estados Unidos mantêm no seu território uma presença militar importante para a defesa transatlântica. Está situada numa das regiões mais conturbadas da periferia europeia. É um país muçulmano com 80 milhões de habitantes, que chegou a alimentar em algumas capitais europeias a ideia de que seria um exemplo da compatibilidade entre islamismo e democracia. A União Europeia alimentou durante algum tempo esse sonho. Ancara pediu a adesão à União em 1987. Bruxelas ofereceu-lhe o estatuto de candidato em 1999. O Presidente turco, que chegou ao poder em 2002, comprometeu-se com uma série de reformas destinadas democratizar o seu país, aproximando-o dos critérios exigidos pela adesão. Muita coisa mudou desde então. Na Turquia e na União Europeia.

Sugerir correcção
Ler 19 comentários