Frontex, a Europa à deriva

A UE não pode pactuar nem com a negligência da actuação da agência Frontex nem com a conduta de países como a Grécia, que reiteradamente abandona milhares de não-europeus no mar Egeu.

A Frontex, a maior agência da União Europeia (UE), não faz o que devia. Bem pelo contrário. A UE não pode pactuar nem com a negligência da actuação da agência, que deveria ter por objectivo proteger os direitos humanos de migrantes, refugiados e candidatos a asilo, nem com a conduta da Grécia, que reiteradamente abandona milhares de não-europeus no mar Egeu. E a Grécia nem é caso único nesta matéria. Polónia e Croácia têm tido atitudes semelhantes.

Sugerir correcção
Ler 17 comentários