A transferência da Corte para o Brasil

A frota régia zarpou do Tejo no dia 29 de Novembro de 1807, abrindo caminho a três dezenas de navios mercantes. Era muita a gente que queria seguir o príncipe ou fugir das tropas francesas que se encontravam já às portas de Lisboa.

Foto
Embarque da corte para o Brasil, por Henri L'Evêque Colecção Biblioteca Nacional de Portugal /wikicommons

Marchava já bem dentro do território português o exército comandado pelo General Junot quando o príncipe regente D. João, ouvido o Conselho de Estado e vencidos os seus escrúpulos, dava finalmente a ordem para que se preparasse sem tardança a retirada de toda a família real para o Rio de Janeiro, onde iria instalar-se a corte portuguesa. A resolução haveria de marcar profundamente a história de Portugal e do Brasil, precipitando a sua separação e determinando a forma de que ela se revestiu.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários