Surpresa positiva no PIB europeu não elimina risco de recessão até ao final do ano

Dados do crescimento surpreenderam pela positiva na Europa no segundo trimestre. Mas há motivos para pensar que o pior pode estar para vir, com o risco de recessão técnica a pairar também sobre a economia portuguesa.

Foto
Retoma do turismo segurou economia europeia na primeira metade do ano Nuno Alexandre

Apesar do crescimento acima do previsto na zona euro durante o segundo trimestre, os riscos de que uma recessão possa atingir a Europa até ao final do ano não desapareceram, com a pressão exercida pela inflação e os sinais negativos provenientes da Alemanha até a ganharem força. Neste cenário, Portugal, um dos poucos países onde o PIB recuou logo entre Abril e Junho, pode ser um dos primeiros a entrar em situação de recessão técnica.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários