Viajar pelo Chile e pela Patagónia é uma lição sobre a devastação das alterações climáticas

Viajar pelo Chile dá aos visitantes uma lição em tempo real sobre como as alterações climáticas estão a mudar os lugares que amamos.

The “hanging” glacier at Queulat National Park. MUST CREDIT: Photo by Shivya Nath for The Washington Post.
Fotogaleria
O glaciar “suspenso” no Parque Nacional Queulat Shivya Nath/The Washington Post
Juan Fernández fur seals on Robinson Crusoe Island, on the Juan Fernández archipelago off the coast of Chile. MUST CREDIT: Photo by Shivya Nath for The Washington Post.
Fotogaleria
Os lobos-marinhos de Juan Fernández chegaram a ser declarados extintos no início do século XX Shivya Nath/The Washington Post

No Chile, o clima é previsivelmente imprevisível. Num minuto, o sol brilha radioso sobre os lagos de azul glaciar, permitindo a fotografia perfeita para o Instagram. No seguinte, os ventos uivam ameaçadoramente através dos picos de granito, entorpecendo os dedos. Depois, a chuva açoita o solo duro, e quando estás a amaldiçoar o tempo, um arco-íris duplo adorna o céu!

Sugerir correcção
Comentar