Basilio Losada (1930-2022), um dos embaixadores da lusofonia em Espanha

Um galego que se fez filólogo na Catalunha foi ponte entre culturas, levando para Espanha muitos autores lusófonos. Só de José Saramago, traduziu 14 livros.

Foto
A carreira de Losada passou pelo Direito, pela História, mas sobretudo pelas letras, com as letras galegas em destaque Distrito Xermar para a fototeca da AELG/Creative Commons

No princípio, havia um lugar e uma janela com a “vista mais bonita do mundo”. Nascido em 1930 em Pobra de San Xiao, em Lugo, na Galiza, Basilio Losada Castro foi um dos tantos galegos que fizeram vida fora da sua região. O percurso de vida é marcado pela chegada precoce à Catalunha, com oito anos, depois de uma passagem com a família por Madrid e Leão. Eram os anos de uma Espanha dividida à boleia de uma guerra civil e o seu pai, embora anarquista, acabara ferido na cabeça depois de ter sido recrutado para lutar pelos nacionalistas. O pai — que com a guerra proibira a língua galega em casa — morreu em Barcelona em 1940 e de lá Basilio Losada e a família já não saíram.

Sugerir correcção
Comentar